Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Revista Bicicleta

TJ Motos

Park Bikes

Caminhos do Sertão Cicloturismo

ViaCiclo - Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis

FITZZ | e-bikes

Everbike

Bike Anjo


CRÔNICA: Os ciclistas irritam?







Data:

11/01/2010

Fonte:

A Notícia, N° 641 | comentariosdejoinville.blogspot.com

Fonte da imagem:


TAGs:

bicicleta, ciclista

Editoria:

Bicicleta


Atualização: 04/01/2011



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Bicicletada em Florianópolis



* Ciclovias em Florianópolis e Região



* Conheça nosso acervo de links e leitura sugeridas sobre bicicletas



* Museu da Bicicleta de Joinville - MuBI



* Bicicletários em Florianópolis





Os ciclistas irritam. São rebeldes que questionam o sistema, não adotam a matriz energética petrolífera e não geram a sua cota diária de poluição. Não precisam obter uma permissão ou uma carteira de habilitação para percorrer as ruas da cidade, ofendem o bom senso. E, pior, eles representam um modelo que não se encaixa na lógica da nossa sociedade. Não pagam IPVA, seguro obrigatório, licenciamento, pedágio nem Cartão Joinville. Escapam de contribuir com o ICMS e as dezenas de taxas e impostos escondidos em cada litro de combustível.

Não precisam fazer vistoria, nem frequentar cartórios para reconhecer assinatura ao comprar ou vender os veículos. Nem emplacamento é necessário. Definitivamente, nossa sociedade não pode aceitar facilmente esse tipo de românticos, que atrapalham o trânsito dos verdadeiros donos da rua, os automóveis.

São tão perigosos que defendem uma vida mais sadia, fazem exercício, poucos são obesos e, se tudo isso não fosse muito, têm a petulância de se agrupar em clubes e formar movimentos, como o Pedala Joinville, para, desta forma, fazer proselitismo e tentar atrair novos adeptos, divulgando como uma religião um modelo de transporte mais econômico, menos poluente e ainda mais sadio. É claro que este tipo de iniciativa deve ser erradicada da nossa cidade.

Porém, devemos agradecer e parabenizar as autoridades. Alertadas para a grave ameaça que os ciclistas representam, desenharam e colocaram em marcha ambicioso projeto para acabar com ciclistas e as suas horríveis bicicletas, eliminando completamente das nossas ruas a estes inimigos do CO2. O objetivo é reduzir a presença em Joinville ao único lugar a que deveria ficar restrita e de onde não deveria ter saído nunca: o Museu de Bicicleta.

O projeto, planejado sorrateiramente pelos gabaritados expertos em mobilidade urbana, prevê extinguir as bicicletas e os ciclistas da cidade em menos de uma década. A construção de ciclovias que unem o nada a coisa nenhuma, condenando os reticentes a ir e voltar no mesmo pedaço de rua, como onças numa gaiola pequena demais, sem poder sair dela.

O projeto prevê a priorização dos carros em todas as ruas importantes e, inclusive, a permissão para que carros ocupem as calçadas, algo proibido para os ciclistas. Se isto não fosse suficiente, se estimulará com a falta de sinalização adequada o choque fortuito entre carros e ciclistas, com os resultados já de todos conhecidos, até levar a extinção aos ciclistas e livrar Joinville desta praga tão perigosa.

JORDI CASTAN | Paisagista em Joinville



Acesse essa crônicadireto da fonte