Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
FITZZ | e-bikes

MObfloripa | Guia

PLAMUS

Everbike

MIX Rocha


Protesto de moradores do Sul de Florianópolis bloqueia SC-405 na hora do rush



Moradores reivindicam ciclovia, redução de velocidade, faixa de pedestres e semáforo, na SC 405.




Data:

14/02/2012

Fonte:

Da Redação | Felipe Albertoni

Fonte da imagem:

Felipe Albertoni

TAGs:

trânsito, ciclovias, protesto, rodovia SC-405, manifestação, pedestres

Editoria:

Trânsito


Atualização: 14/02/2012



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





Munidos de apitos, faixas e carro de som, cerca de 100 moradores do Sul da Ilha bloquearam uma das pistas da SC-405, no final da tarde desta segunda-feira, dia 13. Alguns ciclistas também participaram do protesto, que pediu mudanças urgentes no trânsito local. Boa parte do grupo era formado por mulheres e crianças, além de pessoas que iam se juntando ao grupo à medida que a caminhada avançava rumo ao trevo que leva ao aeroporto Hercílio Luz. O início do protesto foi na região do trevo que leva ao bairro campeche.

Organizados pelo Conselho Comunitário da Fazenda do Rio Tavares, os moradores reivindicaram, entre outras modificações, a construção de uma ciclovia na SC-405; redução do limite de velocidade, de 60km/h para 50km/h; implantação de uma pista para fazer o retorno na rodovia; e a criação de uma faixa de pedestres com semáforo no local. Quatro moradores chegaram a carregar um caixão à frente do grupo, simbolizando as mortes que já ocorreram - ou que ainda irão ocorrer - na região.

Enquanto o grupo caminhava, o presidente do Conselho, João Bilck, falava ao microfone, cobrando ações mais enérgicas do Departamento Estadual de Infraestrutura de Santa Catarina - Deinfra, responsável pela rodovia - e dos políticos da prefeitura de Florianópolis: "Quem vive de promessa é santo, nós precisamos de ações imediatas", declarou o líder comunitário. Ele também pediu que todos os moradores do Sul da Ilha unam-se para cobrar melhorias.

O trânsito ficou extremamente lento no sentido Bairro-Centro, chegando a parar totalmente por diversos minutos. A fila de carros estendeu-se por pouco mais de 3km, justamente durante o período de maior movimento na rodovia.


 








Assista o vídeo "Floripa SC 405 - Rodovia do Perigo " para entender o caso.