Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MObfloripa | Guia

PLAMUS

MIX Rocha

Everbike

FITZZ | e-bikes


Duplicação no Pantanal - Vice-Prefeito defende projeto apresentado pela Prefeitura: "Está tudo dentro das normas"



Prefeito Dário Berger (à dir.) e Vice-Prefeito João Batista Nunes estiveram na apresentação do projeto nesta sexta-feira.




Data:

30/03/2012

Fonte:

Felipe Albertoni | Da Redação

Fonte da imagem:

Divulgação

TAGs:

prefeitura, florianópolis, ufsc, mobilidade urbana, obras, trânsito

Editoria:

Local


Atualização: 30/03/2012



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* LOCAL: Obras na Avenida Beira Mar favorecerão ciclistas e pedestres



* Sábado, dia 20/03 tem Alameda Cultural na Avenida Hercílio Luz



* Alteração temporária de itinerário: filmagem de novela em Floripa



* LOCAL: Ônibus funcionarão com quadro de horários de feriado no dia 15/11/2010



* LOCAL: Ajuste no quadro de horários, terça-feira dia 16/11 [Insular e Canasvieiras]





Na manhã desta sexta-feira, dia 30, foi apresentado no Gabinete da Prefeitura de Florianópolis o projeto de duplicação da Rua Deputado Antônio Edu Vieira, no bairro Pantanal. A obra vem sendo alvo de polêmica nas últimas semanas devido a um desentendimento entre a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que reluta em ceder o espaço necessário para a obra, e a Prefeitura. Além do Prefeito Dário Berger, estiveram presentes no evento o Vice-Reitor da UFSC, Carlos Alberto Justo, e o Vice-Prefeito e Secretário de Transportes, Mobilidade e Terminais, João Batista Nunes.

A UFSC argumenta que o projeto da obra, que consta no Plano Diretor da cidade desde a década de 70 e que foi rediscutido e finalizado em 2003 pela empresa PROSUL, está defasado e não resolveria o problema da falta de mobilidade na região central da Ilha. A universidade quer que um novo projeto seja desenvolvido para, aí sim, ceder 18 mil metros quadrados do campus para a realização das modificações. A Prefeitura não aceita a explicação da UFSC e deseja a cessão imediata do terreno.

"Nós apenas mostramos para a cidade um projeto que já foi amplamente discutido e que está completo: ciclovias, sistema binário, licença ambiental, tudo está dentro das normas", declarou o Vice-Prefeito João Batista Nunes, em entrevista ao portal MObfloripa. Orçada em R$ 6 milhões, a duplicação compreenderia um trecho de cerca de 1 km entre a Eletrosul e a entrada do bairro Córrego Grande, e incluiria ainda a instalação de ciclovia, canteiro central e uma faixa exclusiva para o trânsito de ônibus.

Na semana passada, o Conselho Universitário da UFSC divulgou um parecer reforçando que não cederá a área solicitada enquanto não for criado um novo projeto. Questionando o porquê da universidade não apresentar por conta própria um projeto executivo superior, o Vice-Prefeito defendeu o projeto da Prefeitura: "É uma obra que prioriza principalmente a universidade, a comunidade e, acima de tudo, a cidade. Vai melhorar em tudo o trânsito na região e trará um benefício enorme até para a saúde das pessoas".

O próprio Vice-Prefeito, no entanto, não demonstrou otimismo quanto a um avanço na negociação: "O Vice-Reitor esteve presente na reunião e fez as ponderações necessárias, agora estamos aguardando um novo contato da UFSC. Mas seria um erro meu dizer que 'agora vai'. Vamos aguardar", encerrou.