Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

PLAMUS

FITZZ | e-bikes

MObfloripa | Guia

Everbike


TRANSVIAS: Economista explica preços elevados dos combustíveis no Brasil, apesar da queda internacional







Data:

28/01/2016

Fonte:

TRANSVIAS

Fonte da imagem:

Recorte digital de transvias.com.br

TAGs:

Petrobrás, diesel, infraestrutura

Editoria:

Combustível


Atualização: 28/01/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* ANP abre debate para melhorar a qualidade do biodiesel no País



* Meio ambiente exige diversificação da matriz energética de transportes



* TRANSVIAS: Economista explica preços elevados dos combustíveis no Brasil, apesar da queda internacional



* Mobilize: Ônibus a gás, o substituto não poluente do diesel no Brasil



* Eco Desenvolvimento: Percentual de biodiesel na produção do óleo diesel subirá para 8%





Nesta quarta-feira (20), o petróleo, nos Estados Unidos, atingiu a menor cotação desde 2003: foi negociado a menos de US$ 28, com queda de mais de 5%. Isso tem ocorrido porque a oferta do produto está maior que a demanda no mundo. Esse movimento tem sido observado desde meados de 2014. Somente no último ano, a variação negativa passou de 50%.



Mesmo assim, no Brasil, o valor dos combustíveis não parou de crescer, especialmente a partir de outubro de 2015, após o reajuste de preços aplicado pela Petrobrás. Em um ano, a gasolina subiu, em média, 20% no país. O diesel teve alta de cerca de 13%.



Em entrevista à Agência CNT de Notícias, o economista Adriano Paranaiba, professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás e pesquisador da UnB, falou de fatores que explicam esse cenário. Ele também abordou as dificuldades do país para retomar investimentos em infraestrutura logística diante da crise.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...